Posts tagged “portugal-costa do marfim

e agora?

Queirós escolheu três selecções africanas para os três jogos de preparação de Portugal.
Para preparar o jogo com a Costa do Marfim, ouvi-o dizer.
Como se do último se tratasse.
Não resultou, como é óbvio.
Não pelo resultado, que não é trágico.
Mas pela exibição, pela impreparação.
Pela sensação que ficou de que fomos manietados pelos Marfinenses.
Por Erikson.
Mas, pior que isso, deixa agora uma enorme sensação de vazio.
Não nos preparámos, para o que vem a seguir.
Para o mata-mata que será o jogo contra a Coreia.
Para o sufoco que vai ser o jogo com o Brasil…
Resta-nos trabalhar, agora.
E jogar.
Não é para isso que estamos aqui?
Anúncios

left

1. o Jogo
Foi o esperado, o jogo.
O ketchup quase saía naquele remate ao poste. Mas ficou-se pelo quase.
Como ficou pelo quase todo o jogo de Portugal.
A Costa do Marfim entregou o domínio do jogo a Portugal, pondo no entanto todo o empenho e poderio físico na defesa do seu meio campo.
Portugal não o soube aproveitar.
Uma noite apagada de Deco, e o perfil defensivo de Pedro Mendes e Raul Meireles condenaram o meio campo Português a uma total ineficácia.
Ronaldo denotou uma tremenda ansiedade.
Liedson andou sozinho, batalhando, nem sempre bem, no meio dos Marfinenses.
Sobre a defesa, pouco há a dizer. O que é bom sinal.
Mas no fundo foi a esquerda, a imagem de todo o jogo.
Coentrão cumpriu, Danny não.
Que Queirós consiga tirar daí ilacções é o que espero.
2. o horário
Uma agradável surpresa, o horário.
Parecendo incómodo, à primeira vista, revelou a grande virtude de proporcionar um almoço tardio, com amigos.
O jogo foi servido, algures no Mindelo, junto com filetes de sardinha. Perfeitos como nunca comi.
Sabiamente acompanhados por um extraordinário arroz de grelos.
Um Douro da Kopke abriu as hostilidades que cessaram com a última gota do Terras do Demo.
Fosse a selecção tão competente como a cozinha do “Recanto” e Drogba estaria agora desfeito em lágrimas…