O 7-1, não-sei-quantos anos depois…

20121214-224922.jpg

Passam hoje, ao que parece, não-sei-quantos anos sobre o célebre 7-1 de Alvalade. E, se houve dia em que fim do mundo esteve perto, foi esse certamente. Falamos de tempos em que o Sporting era de facto grande , não tanto quanto se julgava, mas grande ainda assim. Tempos, em que merecia o nosso ódio de estimação, em que as ridículas camisolas tinham algo que, não sendo propriamente temível, inspirava ainda algum vagamente fundamentado receio. Tempos em que os títulos ficavam normalmente em Lisboa, variando apenas de lado da 2ª circular. Não foi o fim do mundo, claro. Mas esteve perto.
Hoje, não-sei-quantos anos depois, é o fim do Sporting tal como o conhecemos o que o calendário Maia parece apontar. Hoje o máximo que o Sporting almeja festejar é um golito de Van Wolfsinkel, que, felizmente acabou por dar algum valor à vitória certa do Benfica. O máximo a que aspira é a aproximação ao meio da tabela, porque, por muito que o desmintam, não há Sportinguista que não tema hoje uma inédita descida ao inferno.
Passam hoje, ao que parece, não-sei-quantos anos sobre o célebre 7-1 de Manuel Fernandes. Pelo facebook festeja-se efusivamente, como se não houvesse amanhã. Para o Sporting talvez não haja, de facto…

One response

  1. Rubem Myrrha

    Belo post ! Um dia vou escrever um tão belo sobre um certo 6 X 1 que qainda me corrói …

    Dezembro 17, 2012 às 8:28 pm

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s