refúgio

Por muito que fuja delas há algo nas gaivotas que me faz voltar. Sim, são abundantes dispensando exaustiva procura, são grandes dispensando longas teleobjectivas, são pouco arredias exigindo um mínimo de dissimulação. São alvo fácil, em suma. Sim, são monocromáticas, pouco graciosas, antipáticas, até. Mas rendem, mesmo assim, boas imagens. É pois a elas que volto quando a imaginação se mostra incapaz de me fazer voar a outras paragens, são elas que procuro quando a preguiça impera. São elas, no fundo, o meu refúgio em dias de tormenta…

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s