o Museu

Esteve sempre ali, habituei-me a vê-lo sempre igual, majestoso e imutável. E via-o todos os dias, mesmo em frente à escola primária, via-o da janela, quando a imaginação me levava dali, da sala de aula, voando por entre os Rols Royce, Mercedes, Bugattis ou Ferraris, detendo-me em frente a Picasso ou Vieira da Silva, rebolando nas tapeçarias flamengas, venerando a arte sacra. E repousando, por fim, no elegante claustro trazido, dizem, de um mosteiro em ruínas lá para os lados de Tarouca, montado ali, pedra a pedra, qual castelo de Lego. Está ali hoje, o Museu, e ainda me surpreende em cada visita. Surpreendam-se também. Aceitem o convite…

Museu do Caramulo

 

Anúncios

4 responses

  1. Cuidado que a gente uma hora aceita e bate aí na sua porta!!! Adorei a seção de carros!
    bjk

    Fevereiro 9, 2011 às 12:59 am

    • Para tornar o convite mais tentador, acresecento um almoço na “casa da D. Fernanda”, a poucos metros do Museu…

      Fevereiro 9, 2011 às 9:58 am

  2. Sérgio

    Convite aceite, desde que depois da visita haja um repasto á maneira num daqueles restaurantes do teu roteiro particular e claro com a tua companhia.
    Abraço Sérgio

    Fevereiro 9, 2011 às 8:58 am

    • Sérgio, sugiro a “casa da D. Fernanda”, que te parece?

      Fevereiro 9, 2011 às 9:57 am

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s