Javi

Dele podia apenas dizer que fez esquecer Katsouranis, o que, se mais não houvesse, já não seria coisa pouca. Dele, podia recordar o golo da última época contra a Naval, que ecoou como um estrondo no Palácio do Gelo onde vi o jogo, como um pouco por todo o país. Dele podia elogiar o golo cirúrgico a Helton, no último Porto-Benfica. Mas Javi Garcia vale mais do que isso, vale mais do que a soma de momentos notáveis. Javi vale pela segurança que transmite, pela força que investe em cada lance, pelo fôlego interminável que o anima. Foi por tudo isso uma das figuras desse memorável campeonato, o 32º do Benfica. Está a sê-lo neste, que infelizmente não ficará pela Luz. Como Javi não ficará por muito tempo. Mas enquanto está que ouça os parabéns, neste 24º aniversário.

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s