el conejo



O futebol é estranho. Cruel ao escolher as suas estrelas, os seus ídolos.

Porque nestes tempos em que tudo é imagem e marketing, é lógico que se idolatre quem se mostra, quem se sabe mostrar, quem aprendeu como conquistar as bancadas do estádio e os sofás lá de casa.

Quem trabalha na sombra, quem se movimenta para que Cardozo brilhe, quem sabe exactamente o que fazer em cada minuto do jogo, quem sabe escolher onde estar ou não estar, raramente é a estrela. Raramente é ídolo.

Entre estes conta-se Javier Saviola.

Que nunca verá as bancadas da Luz a transbordar de camisolas 30, apesar de grande parte da brilhante temporada do Benfica se dever a ele.

Não será venerado apesar de ter marcado o golo mais importante da época, contra o Porto. E o mais belo, contra a Académica.

Não verá impressas primeiras páginas mirabolantes, sobre milhões e milhões do Manchester City. Apesar de ser um dos jogadores mais inteligentes que pisou o relvado da Luz.

Que lide bem com isso é o que desejo.

Que se lhe cante os Parabéns amanhã, na Luz é o que espero.

Apesar do dia de atraso, apesar de tudo.

Anúncios

2 responses

  1. jr

    Sempre cedeste…
    Dá um beijo à fã numero 1 e compra-lhe a biografia

    Dezembro 11, 2010 às 9:15 pm

  2. Sabes como é, pá. Acabamos sempre por ceder…
    Abraço

    Dezembro 13, 2010 às 6:33 pm

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s