fotografia na cozinha



Ensinaram-me a não brincar com comida.

Nunca me ocorreu, por isso, fotografá-la.

Até ao dia em que o meu pai recebeu um pedido de fotografias para decorar um restaurante.

Contribuí com um “arroz de polvo”, e gostei do resultado.

Desde então, embora de forma irregular, tento fotografar na cozinha.

Pratos que adoro, como arroz de cabidela, tortulhos, sopa seca, paps de nabiças ou batatas com sangue.

Pratos que fotografo autênticos, com luz natural, com um mínimo de produção, sem grandes demoras.

Até porque o destino deles é a minha mesa, e não convém que arrefeçam…

6 responses

  1. Hhhhmmm…
    acho que estou precisando seriamente rever minha lista de amigos neste mundo! Outro dia um me enviou fotos dos pratos que provou em Lisboa e Paris; hoje de manhã um ex-aluno me enviou o album de fotos com mais comilança em bistrôs parisienses. Agora isto. Hmpf. Tudo bem, depois eu desconto! E licença que eu vou ali tomar um café com pão-de-queijo. 😀
    bjk

    Novembro 1, 2010 às 8:43 pm

  2. Café com pão-de-queijo…
    Já estou aqui babando!
    Bj

    Novembro 1, 2010 às 8:46 pm

  3. Paço Viana

    Eu tenho um prato fotografado: escalopes de águia com baba de dragão…

    Novembro 1, 2010 às 8:49 pm

    • Tu sonhas com isso, pá…

      Novembro 1, 2010 às 9:39 pm

  4. Dino

    Por falar em comida…

    Novembro 3, 2010 às 12:36 pm

    • Sim, tens razão, Dino…

      Novembro 3, 2010 às 9:42 pm

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s