Tacuara

Casa da Música - PortoFutebol é um jogo de equipa.
Marcar um penalty é um acto solitário.
Pesado e brutal.
Num jogo decisivo chega a ser atroz.
Baresi e Baggio na final de 94, ou Veloso na última final do Benfica na Taça dos Campeões, já o sentiram na pele.
Tocou a Cardozo, desta vez.
Casillas defendeu, e o peso da eliminação do Paraguay caiu sobre ele.
Oscar Cardozo não é daqueles jogadores que conquistam multidões.
Nunca será.
Carrega aquela expressão de alheamento, de distância.
Mas, sem ser exuberante, é competente naquilo que faz.
É um ponta-de-lança. Marca golos.
Falhou o penalty.
Não foi o primeiro. Não será o último.
Que não seja o instante mais marcante da sua carreira, é o que espero…
É sobretudo o que lhe desejo.
Anúncios

4 responses

  1. sininho

    Agora sim!!!! 😉
    Foi o violinista que chegou cedo demais ou teimou em não arredar o pé??

    Maravilhosa fotografia !!!
    Um abraço!

    Julho 5, 2010 às 2:07 pm

    • Cedo demais, C.
      Para ensaiar para o concerto que seria dali a 1 hora…
      Bj

      Julho 6, 2010 às 7:52 am

  2. Monica

    Vontade de saber o que é que o moço tava tocando ali, todo concentrado… 🙂
    Belíssima foto. As usual!
    bjk

    Julho 6, 2010 às 2:51 am

    • Não dava para escutar, Mônica…
      A foto foi feita através de um grosso vidro, durante uma visita à Casa da Música, aqui no Porto.
      Visita, aliás, que vale a pena fazer!
      Bj

      Julho 6, 2010 às 7:51 am

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s