luso-brasileiro-qualquer-coisa

Nasci Tripeiro. Filho de Beirões.

A infância, essa foi no Caramulo.

E a adolescência em Matosinhos.

Um ano em Coimbra e Porto, novamente.

Aí, a Avenida dos Aliados cruza-se com a Afonso Pena.

Belo Horizonte chega à Invicta.

E eu a Minas.

Desde então sofro com as desgraças do Atlético, como vibro com as vitórias do Benfica.

Como tripas-à-moda-do-Porto, com saudade do feijão-tropeiro.

Subo à Serra do Curral esperando avistar a Foz do Douro.

Misturo cerveja Sagres com cachaça Perdizes.

Minha vida é esta: subir a Boavista e descer a Floresta…

Advertisements

13 responses

  1. Monica

    Ai, amei!
    Uma das coisas que eu mais adoro nessa vida é a possibilidade de sermos um pouquinho de tudo, e não necessariamente ter que escolher ser uma coisa só. Li uma vez um texto escrito pelo Yo-Yo Ma, em que ele fala que uma das coisas mais preciosas pra ele foi quando descobriu que podia ser chinês, francês e americano ao mesmo tempo, e mais um tanto de coisas também, se quisesse. Quem sofre de ‘Tudismo’ não precisa escolher; a gente quer ser ‘E’, não ‘OU’… 😉
    bjk

    Abril 18, 2010 às 8:18 pm

  2. Cristina

    Muito legal!Não sabia que tinha um cunhado com alma de poeta.

    Abril 18, 2010 às 10:39 pm

  3. Be

    Gostei! Conheço o copinho… Bjs, Bê

    Abril 18, 2010 às 11:24 pm

  4. Mercedez Benz

    Citando Pessoa na pele de Álavro de Campos: “há não ser eu toda a gente e toda a parte…” E que tamanha liberdade de Ser quando cá dentro se sente pertença ao todo e nada que é esta passagem! O Brasil não é o mesmo sem o contraste lusitano. Que saudades do samba!
    Bjs

    Abril 19, 2010 às 9:01 am

  5. sininho

    Adorei a foto, como já tive oportunidade de dizer.
    As mines tb.
    O texto assenta que nem uma luva.
    Adorei o post!
    bj

    Abril 19, 2010 às 9:44 am

  6. Sérgio

    Caro amigo
    ” Escrever significa fazer estremecer o sentido do mundo ” e penso que o fazes superlativamente, é um grande orgulho ser teu amigo
    Sérgio

    Abril 19, 2010 às 11:07 am

  7. Tio Zézito

    Bom dia Pedro,
    Cada dia que passa me surpreendes.
    Dado ao teu potencial, vamos ter muito que conversar.
    Adorei, continua, porque tens um grande dom, que não pode ficar no anonimato.
    CAMPEÕES
    Um abração do teu tio
    Zézito

    Abril 24, 2010 às 11:52 am

  8. Cássia Paes

    Não sei dizer o que gosto mais, da foto ou da crônica. Penso que das duas. Só acho essa coisa de galo desnecessária…misturar cerveja com galo…dá indigestão:-)) Bjs.

    Maio 8, 2010 às 10:28 pm

  9. que vida maravilhosa, pedro, só belezas e sabores bons!

    Janeiro 30, 2011 às 6:28 pm

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s